É possível ter a Autoestima Equilibrada?

Existe um tema que até hoje ainda causa muitas dúvidas que é: O que é Autoestima?

A grande pergunta que eu mesma já me fiz diversas vezes é se existe uma resposta exata para definir Autoestima de uma vez por todas.

Ainda me questiono se Autoestima é um estado de espírito leve, se é pensar positivo, se é se sentir bela ou belo, é estar com as contas em dia, se é ter liberdade financeira, etc…Ou então, se é a soma de tudo isso e mais um pouco. As vezes me questiono sobre isso, acredito que você também possa se perguntar também.

Então, o que fazer, efetivamente, para ter uma Autoestima equilibrada e duradoura?

Em primeiro lugar você precisa ter consciência do seu valor pessoal, ou seja, é acreditar, respeitar e confiar em si mesma(o). Lembrar sempre que o seu valor enquanto pessoa não muda apesar de qualquer situação que você esteja passando, seja essa situação boa ou muito ruim. Você tem valor e ponto.

É preciso, também, ter a confiança e convicção plena de que é uma pessoa merecedora e digna de ser feliz e amada, pelas outras pessoas e principalmente por si própria.

Já a baixa Autoestima tem algumas características que são muito fáceis de identificar, por exemplo:

* Inseguranças, incertezas e dúvidas constantes sobre si mesma e sobre seus sonhos;

* Sentir uma necessidade muito alta de aprovação por parte de terceiros sobre suas ações e sobre você;

* Sensação de abandono constante, parece que o mundo te deixou de lado e é você contra tudo e todos;

* Sentimento de rejeição plena;

* Imaginar que a todo tempo as pessoas criticam as suas ideias e atitudes sem motivo específico, só porque é você (é como se fosse uma sensação de que o problema é você existir);

* Viver a vida reclamando do mundo e das circunstâncias, onde nada está bom, até mesmo o que você faz;

* Ter a eterna sensação de que não merece nada de bom;

Eu poderia ficar relacionando diversos sintomas de baixa Autoestima, mas tenho a certeza de que você já entendeu a ideia.

Manter a autoestima equilibrada é, sobretudo, um dever e tarefa para toda vida. Muitas situações externas, adversidades do dia a dia e ou sentimentos internos podem fazer com que ela oscile, por isso é preciso estar atenta o tempo todo e ter total conhecimento de como você funciona e qual é a estrutura que te faz ficar feliz ou triste.

É preciso entender como você funciona e identificar quais são os “gatilhos” que disparam essa terrível sensação de baixa Autoestima, simples assim.

Às vezes imaginamos que só porque o problema que enfrentamos é extremamente doloroso a solução deve ser muito complexa. Nem sempre é assim. Na verdade a experiência como Coach de Autoconfiança e Autoestima feminina tem me mostrado que na esmagadora maioria das vezes as soluções são as mais simples e fáceis de implementar. (Caso deseje conhecer um dos meus programas de Coaching online basta CLICAR AQUI)

Mas a chave para isso é, como mencionei poucas linhas acima, Autoconhecimento.

E você? É capaz de identificar os momentos, pensamentos, comportamentos e atitudes que podem derrubar a sua Autoestima? Caso você ainda tenha dificuldades para responder essa simples pergunta eu convido você a conhecer o Curso Autoestima do IBEPP, onde além de identificar quais os pensamentos que podem estar trazendo um resultado muito negativo na sua vida, vou te ajudar a criar comportamentos que vão manter a sua Autoestima sempre equilibrada.

No próximo artigo vou compartilhar com você os 14 Segredos das Pessoas com a Autoestima Realmente Equilibrada, fique de olho!

Eu adoraria saber a sua opinião sobre o assunto deste artigo, para isso basta você deixar o seu comentário abaixo, prometo que vou ler a todos e responder as dúvidas, combinado?

Um abraço com carinho,

Salua Ghonaim

Salua Ghonaim é Co-Fundadora do IBEPP, Coach especializada em Autoconfiança e Autoestima feminina e Trainer (Instrutora) do Curso Autoestima – A Fantástica Fábrica de Comportamentos

 

BLINDE sua estrutura emocional

 

email
Comente esse post

*